facebook

Irati já arrecadou mais de 50 toneladas de donativos e campanha continua até o dia 22

A campanha de doações para o Rio Grande do Sul foi estendida até dia 22 de maio e o Corpo de Bombeiros enfatiza a importância da participação de voluntários para agilizar o processo de recepção, organização e distribuição dos donativos.

10/05/2024

Irati já arrecadou mais de 50 toneladas de donativos e campanha continua até o dia 22

Irati já recebeu mais de 50 toneladas de donativos a serem destinados para as vítimas das fortes chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul. A comunidade tem se mobilizado de diversas formas, através de grupos de amigos, igrejas, escolas e empresas, que têm entregado as doações na sede do Corpo de Bombeiros de Irati.

Os bombeiros coletam os donativos, centralizam na sede da entidade, fazem a separação dos itens e a destinação para os municípios do Rio Grande do Sul afetados. “Já saíram dois caminhões baús grandes, e nesta quinta-feira, vai sair mais uma carreta”, relata o comandante do 10º Subgrupamento de Bombeiros de Irati, major Jorge Augusto Ramos.

Foram arrecadados alimentos, produtos de higiene e limpeza, cobertores, colchões, ração animal, roupas, calçados e utensílios domésticos. “Estimo que já recebemos acima de 50 toneladas de donativos. Informamos que aquelas pessoas que não tenham um contato logístico já estabelecido direto com o Rio Grande do Sul podem utilizar essa estrutura do Estado que está montada aqui no Corpo de Bombeiros”, orienta o comandante. Ele acrescenta que uma carga de donativos vinda de Inácio Martins se somou as doações dos iratienses.  

E a campanha de arrecadação deve continuar até o dia 22 de maio, devido ao aumento da necessidade de ajuda à população gaúcha.

“A campanha estadual oficial começou no dia 2 e ontem recebemos uma comunicação via Superintendência de Ajuda Humanitária do Estado para a extensão dessa campanha até o dia 22 de maio, porque agora lá no Rio Grande do Sul, o potencial está muito maior, atingiu cenários muito vulneráveis, e a quantidade de pessoas que estão necessitando de ajuda humanitária é muito maior do que se tinha na semana passada”, relata o major Jorge Augusto Ramos.

Além disso, os boletins meteorológicos indicam que a previsão é de muita chuva no Rio Grande do Sul nos próximos dias, o que poderá agravar a situação.

É importante a doação de produtos alimentícios de consumo rápido – como bolachas, doces e achocolatados – pois as pessoas que perderam tudo e não têm como cozinhar.

Necessidade de voluntários

O Corpo de Bombeiros de Irati pede a colaboração de voluntários para auxiliar na recepção, organização e separação dos donativos. A ajuda é fundamental para agilizar o processo de envio das doações para o Rio Grande do Sul. “Nós precisamos de voluntários, e as pessoas que tiverem disponibilidade podem vir aqui ao quartel, tanto para a recepção de donativos, tanto para a separação das roupas, porque esse material vai em pacotes maiores e separados em roupas masculinas, femininas, de criança e também em tamanhos. Os voluntários são muito bem-vindos, porque essa doação de tempo e a boa intenção também conta muito”, explica o comandante do Corpo de Bombeiros.

Aqueles que quiserem colaborar como voluntários podem comparecer no Corpo de Bombeiros de Irati, inclusive no final de semana e após o horário comercial.

Demanda por roupas e colchões

Outra grande necessidade dos afetados pelas chuvas são roupas, que devem ser doadas limpas e em bom estado.

“Inicialmente a campanha começou com a arrecadação de gêneros alimentícios e produtos de higiene e limpeza. Na sequência, foi estendido para cobertores, colchões e ração animal, porque está vindo uma frente fria e precisa disso. E ontem foi estendido ainda para roupas, calçados e utensílios domésticos, porque as famílias perderam tudo. Elas vão ter comida, mas pode não ter um prato para comer. Pedimos também para que a doação de roupas venha sempre limpas e em bom estado”, comenta o major Jorge Augusto Ramos.

Também estão sendo arrecadados colchões novos ou em bom estado. Para os novos, a orientação é para que a embalagem plástica do produto seja mantida para a proteção contra umidade e sujeira que ainda toma conta dos locais afetados pelas enchentes.

Logística organizada

As doações coletadas em Irati estão sendo enviadas para dois centros de referência no Rio Grande do Sul: Santa Cruz do Sul e Estrela. A logística da operação conta com o apoio de paranaenses que estão no estado gaúcho, o que facilita a distribuição dos itens para as famílias afetadas pelas chuvas. “Acertamos a carga, fazemos uma declaração para o motorista e os caminhões vão direto para dois centros de referência no Rio Grande do Sul. A carga que sai hoje à tarde daqui de Irati, possivelmente no final da tarde de amanhã, as pessoas que precisam já vão estar recebendo esses donativos”, relata o comandante do Corpo de Bombeiros.

Voluntários podem ajudar no transporte

A grande quantidade de doações exige uma logística eficiente para garantir a entrega rápida e segura dos itens. O Corpo de Bombeiros de Irati atua como central de coleta e organização, contando com o apoio de voluntários e empresas que disponibilizam caminhões para o transporte dos donativos até o Rio Grande do Sul.

“Até as estimativas mais otimistas não imaginavam que o paranaense ia aderir de forma tão forte essa campanha, mas eu entendo, porque nós também já precisamos de ajuda externa, e essa solidariedade também veio. Então essa logística está sendo feita através do voluntariado. Empresas estão cedendo caminhões para o transporte, isso é bem-vindo. Também particulares estão se juntando para custear caminhões – inclusive a carga de ontem foi feita nesta modalidade, um grupo de amigos se reuniu para pagar as despesas, locou o caminhão e disponibilizou para que a gente mandasse esses donativos”, destaca o major Jorge Augusto Ramos.

Os caminhões saem de Irati rumo aos centros de distribuição já estabelecidos no Rio Grande do Sul  com uma declaração fornecida pelo Corpo de Bombeiros e Defesa Civil do estado, a qual permite que o motorista evite possíveis entraves burocráticos com fiscalizações.

O major explica também que empresas e entidades que já têm contato direto com o Rio Grande do Sul e estão fazendo arrecadações por conta própria podem solicitar na sede do Corpo de Bombeiros de Irati essa declaração para facilitar o transporte e a entrega dos produtos arrecadados.

Como ajudar

Doe itens: Alimentos não perecíveis, produtos de higiene e limpeza, cobertores, colchões, ração animal, roupas em bom estado (limpas e separadas), calçados e utensílios domésticos.

Seja voluntário: Compareça na sede do Corpo de Bombeiros de Irati para atuar como voluntário e auxiliar na recepção, organização e separação dos donativos.

Gentileza: O comandante do 10º Subgrupamento de Bombeiros de Irati, Major Jorge Augusto Ramos, cita que voluntários que quiserem podem colocar junto às doações cartinhas com palavras de apoio e afeto para os afetados pelas enchentes.

Ponto de coleta:

Corpo de Bombeiros de Irati, Rua Coronel Emilio Gomes, em frente à Prefeitura Municipal, no Centro de Irati

Texto: Lenon Diego Gauron e Letícia Torres/Hoje Centro Sul

Fotos: Lenon Diego Gauron/Hoje Centro Sul

Comentários

Edição 1594
  • Direitos Autorais

    Textos, fotos, artes e vídeos do Jornal Hoje Centro Sul estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. É expressamente proibido a reprodução do conteúdo do jornal (eletrônico ou impresso) em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização expressa do Jornal Hoje Centro Sul.

  • Endereço e Contato

    Rua Nossa Senhora de Fátima, no 661
    Centro, Irati, PR - CEP 84500-000

    Tel: (42) 3422-2461

  • Pauta: jornalismohojecentrosul@gmail.com

    Expediente: de segunda à sexta das 8h às 17h

JORNAL HOJE CENTRO SUL - © 2020 Todos os Direitos Reservados
Jornalista Responsável: Letícia Torres / MTB 4580