facebook

Nova obra emergencial vai conter e estabilizar taludes em rodovias de União da Vitória

Com chuvas dos últimos anos, instabilidade do Morro da Dona Mercedes aumentou significativamente, levando à contratação de uma nova obra com extensão de 850 metros. Investimento é de R$ 31,6 milhões.

19/04/2024

Nova obra emergencial vai conter e estabilizar taludes em rodovias de União da Vitória

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), autarquia da Secretaria de Infraestrutura e Logística (SEIL), contratou a obra de contenção e estabilização de taludes da PRC-466 e da PRC-476 em União da Vitória, na região Sul. Os serviços serão realizados em aproximadamente 850 metros das duas rodovias, próximo à Ponte Manoel Ribas, conhecida localmente como Ponte dos Arcos.

No local fica o Morro da Dona Mercedes, uma encosta com altura variando de 50 a 90 metros, conhecido ponto de queda de barreira, cuja situação se agravou nos últimos meses devido às fortes chuvas, inclusive levando a prefeitura a emitir um decreto municipal de situação de risco.

Estão previstos os serviços de escavação de material e demolição com escavadeira equipada com ferramenta especial para rocha no retaludamento do morro, e, em frente à ponte especificamente, o bate-choco, que é a remoção de blocos de rochas soltas utilizando maquinário e ferramentas, com plataforma articulada para serviços até 40 metros de altura, e guindaste para serviços a até 90 metros de altura.

O pé do talude será protegido com geotêxtil, seguido pela execução de enrocamento e aplicação de concreto projetado. Na PRC-476 também será construído um muro de impacto em gabião entre o talude e a pista. Nos dois trechos ainda serão implantados drenos sub-horizontais profundos na base do morro, para rebaixar o lençol freático e manter a estabilidade da estrutura rochosa.

Nas margens do Rio Iguaçu serão executadas contenções em gabião, para controlar a erosão e melhorar a estabilidade das rodovias. E, por último, podem ser realizados serviços de recomposição do pavimento, drenagem e sinalização viária.

Estas soluções foram definidas em estudo técnico preliminar elaborado pelo DER/PR. A empresa executora dos serviços da obra também vai fazer sondagens e ensaios geotécnicos, e elaborar os projetos de engenharia necessários. O prazo de execução da obra é de 365 dias, com investimento previsto de R$ 31,6 milhões.

Bloqueio

Atualmente a PRC-476 está interditada para o tráfego de veículos, devido à instabilidade do talude e risco aos usuários. Esta medida está vigente deste 22 de março deste ano.

A PRC-466 opera com uma faixa, em operação pare-e-siga por meio de conjunto semafórico, solução que será expandida durante esta nova obra, assim que forem constatadas condições de segurança adequadas em ambas as rodovias. Este trecho passou por uma tentativa prévia de contenção e estabilização, que não teve o resultado esperado e foi rescindida.

Texto/Fotos: Agência Estadual

Comentários

Edição 1594
  • Direitos Autorais

    Textos, fotos, artes e vídeos do Jornal Hoje Centro Sul estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. É expressamente proibido a reprodução do conteúdo do jornal (eletrônico ou impresso) em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização expressa do Jornal Hoje Centro Sul.

  • Endereço e Contato

    Rua Nossa Senhora de Fátima, no 661
    Centro, Irati, PR - CEP 84500-000

    Tel: (42) 3422-2461

  • Pauta: jornalismohojecentrosul@gmail.com

    Expediente: de segunda à sexta das 8h às 17h

JORNAL HOJE CENTRO SUL - © 2020 Todos os Direitos Reservados
Jornalista Responsável: Letícia Torres / MTB 4580